Quinta-feira, 30 de Abril de 2009

ENCONTRO NACIONAL DOS TECNICOS OFICIAIS DE CONTAS

ENCONTRO NACIONAL DE TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS - Nota Informativa- 11

Caros Colegas

Muito embora seja publicado em tempo oportuno o Programa definitivo, vamos a partir desta nota começar a divulgar o que fará parte do Encontro.

 

O almoço vai realizar-se no Quintal Dom Quixote.

 

O Som Ambiente estará a cargo do Organista e Vocalista Hugo Carrageta

 

Assistência Técnica a cargo de 

 

ARMANDO RIBEIRO

publicado por armandoribeiro às 17:46
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 29 de Abril de 2009

ENCONTRO NACIONAL DOS TECNICOS OFICIAIS DE CONTAS

ENCONTRO NACIONAL DE TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS - Nota Informativa-10

Continuando com informacões sobre o Centro Histórico da Cidade de Évora saímos do Jardim Diana e entramos no Largo Conde de Vila Flor, começando por observar as Ruínas do Templo Romano, vulgarmente conhecido por Templo de Diana.

É um dos ex-libris da Cidade e foi provavelmente construído no sec.I (d.C. ) e modificado nos sec. II e III,  em homenagem ao Imperador Augusto  que era venerado como um Deus durante e após o seu reinado.

 

Neste Largo encontram-se também o Museu de Évora que ocupa o Edifício do Antigo Paço Arquiepiscopal e foi constituído por Decreto de 1915.

 

E a Biblioteca que ocupa a área de imóveis dos primitivos Paços do Concelho, tendo sido fundada no ano de 1805 pelo Eminente Antistide D. Fr. Manuel do Cenáculo Vilas Boas - Arcebispo de Évora.

 

Prosseguindo a nossa visita vamos até à Basílica da Sé Catedral de Nossa Senhora da Assunção, mais conhecida por Catedral de Évora ou simplesmente Sé de Évora.

Monumento marcado pela transição do estilo romântico para o gótico é a maior Catedral medieval do País, tendo sido iniciada em 1186 , consagrada em 1204 e, só ficou pronta em 1250.

 

 

A fachada é flanqueada por duas Torres ambas do período medieval

 

e, o interior está distribuído em três amplas naves.

 

O Altar de Nossa Senhora do Anjo,  também conhecida por Senhora do Ó , em talha barroca encontra-se na nave central e, a sua Imagem é muito venerada.

 

As Capelas de São Lourenço e do Santo Cristo, bem como as do Santíssimo Sacramento e das Relíquias ambas decoradas com opulentos adornos da talha dourada.

 

A Capela Mor em mármore onde se conciliam mármores brancos, verdes e rosa , com o Belo Crucifixo da autoria de Manuel Dias chamado o Pai dos Cristos que encima a pintura de Nossa Senhora da Assunção (Padroeira da Catedral) efectuada em Roma por Agostino Masucci.

 

Para além das estátuas alegóricas dos Bustos de São Pedro e São Paulo, são dignos de registo o Museu de Arte Sacra e, um órgão de tubos da autoria do Mestre Italiano Pascoal Caetano Oldovini.

 

Por que seguimos outro circuito damos uma pequena olhadela pela Rua Cinco de Outubro antiga Rua da Selaria, a mais concorrida por turistas pelo facto de fazer a ligação com a Praça de Giraldo.

 

 

Vamos até ao Jardim do Paço, passando pelo Convento dos Lóios,  onde actualmente funciona a Pousada dos Lóios, é o antigo Mosteiro de São João Evangelista ou dos Lóios da Congregação dos Cónegos Regrantes.

 

O Edifício foi fundado em 1485 e construído sob licença de D. João II em terrenos onde existiu parte do Castelo de Évora de origem árabe que se encontrava em ruína.

A Igreja dos Lóios de São João Evangelista anexa ao Convento dos Lóios foi erguida por iniciativa de D. Rodrigo de Melo, 1ºConde de Olivença.

 

Chegados ao Jardim do Paço fazemos uma paragem para descansarmos e. ao mesmo tempo tomarmos em amena cavaqueira uma refrescante bebida.

 

 Por isso por hoje é tudo, pelo que nos despedimos com um abraço até à próxima nota informativa.

 

ARMANDO RIBEIRO

 

 

publicado por armandoribeiro às 22:05
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 28 de Abril de 2009

ENCONTRO NACIONAL DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

ENCONTRO NACIONAL DE TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS - Nota Informativa Nº. 9

Continuando com informações sobre a Cidade de Évora seguimos pela Rua Nova ,  um dos diversos itinerários para nos dirigirmos à zona  mais monumental de Évora, deixando a Praça de Giraldo que entre os vários nomes porque foi denominada ao longo dos anos,  também se diz por brincadeira que foi assim baptizada por ser a Praça onde as pessoas giralmente giram.

A Rua já era conhecida por este nome em 1542, artéria aproveitada por Francisco de Arruda em 1537 para condução do cano da Água da Prata à Fonte da Praça Maior ( Praça de Giraldo).

Do lado direito da Rua Nova encontramos a Alcárcova de Cima com a sua Torre quadrangular visigótica de Sisebuto e, em cuja artéria podemos também observar Ruínas da Cerca Velha.

Ao cimo fica a Igreja de São Tiago  no Largo Alexandre Herculano, cujo nome lhe foi concedido em sessão camarária de dez de Novembro de mil novecentos e dez, em virtude do eminente historiador e escritor se hospedar numa casa do Largo quando se deslocava a Évora.

Do lado esquerdo  da Rua fica a emblemática Travessa de Sertório  onde do aqueduto entaipado é visível a formosa Caixa de Água  (Monumento Nacional) clássica do estilo dórico.

 

Percorrendo esta pequena artéria chegamos à Praça de Sertório, Antiga Praça do Peixe e, onde no Sec. XIX funcionou o mercado do peixe, frutas e hortaliças, talhos e todos os géneros alimentícios.

 

 com o Edifício da Câmara Municipal de Évora, onde foi proclamada a República em 1910, como consta na Placa que assinala o acontecimento.

"Da antiga varanda central destes Paços do Concelho foi proclamada a República Portuguesa em 5 de Outubro de 1910"

No Edifício da Câmara Municipal podem ser observadas as Termas Romanas, que foram descobertas em 1987 na sequência das obras realizadas nos Paços do Concelho.

Faz também parte desta Praça o edifício do Antigo Colégio de São Paulo,  onde  se encontram instalados os Serviços de Finanças e o Grupo Pró-Évora.

 

E ainda a Igreja do Salvador

 

Bem como um banco, para além de três pequenas esplanadas das pastelarias/cafés existentes.

Descendo a Rua do Salvador encontramos o belo conjunto da Porta Nova

Seguindo pela Rua do Menino Jesus encontramos a Porta ou Arco de D.Isabel , por onde entrou Giraldo Geraldes "O Sem Pavor " quando conquistou a Cidade aos Mouros em 1166 e , onde ainda se pode observar o resto de uma bem conservada calçada  Romana sob o arco.

Fazia parte da muralha tardo romana, hoje conhecida por Cerca Velha concluída por um arco perfeito de cantaria sendo a única sobrevivente em todo o recinto amuralhado da referida Cerca e, o nome da Porta  remonta ao Sec.XVII, uma vez que na Idade Média era conhecida pela Porta do Talho do Mouro.

Subindo pela Rua D. Isabel e seguindo pela Travessa das Casas Pintadas chegamos ao Jardim Diana, depois de passarmos pelo antigo Depósito de Água que serviu durante muitos anos para abastecer a Cidade.

 

Por que o Jardim Diana é um dos Mirantes da Cidade ficamos por aqui , aproveitando para darmos uma olhadela para as zonas limítrofes de Évora.

 

Pelo que nos despedimos com um abraço até à próxima nota informativa com mais notícias e informações.

 

ARMANDO RIBEIRO

 

publicado por armandoribeiro às 21:06
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 25 de Abril de 2009

ENCONTRO NACIONAL DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

ENCONTRO NACIONAL DE TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS - Nota Informativa Nº.8

Caros Colegas

Esta nota informativa serve para divulgar em traços largos o Programa do VII ENCONTRO NACIONAL DE TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS a realizar no próximo dia 11 de Julho.

 A partir das 09,00 horas recepção, primeiros contactos e serviço de café  no Monte Alentejano.

Situado no Rossio de São Brás.

Depois e de acordo com a chegada dos participantes, visita com Guias Oficiais ao Centro Histórtico da CIdade de

Cerca das 11.00  - horas será servido um ÉVORA DE HONRA PAÇO TOC no Restaurante Jardim do Paço.

Junto ao Templo Romano ou de Diana.

12,00 horas - Missa na Igreja de Santo Antão em memória dos TOC falecidos, de que reproduzimos o Altar-Mór

Situada na Praça de Giraldo,  vendo-se ao fundo a Igreja de Santo Antão.

13,30 - horas Almoço na Quinta do Louredo.

 O almoço denominado  ÉVORA ALMOÇO ALEGRIA TOC. será acompanhado de Música Ambiente, Fados e Cantares Alentejanos.

Com um abraço e até à próxima nota com mais informações sobre a Cidade de Évora e outras notícias.

ARMANDO RIBEIRO

publicado por armandoribeiro às 22:40
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 22 de Abril de 2009

ENCONTRO NACIONAL DOS TECNICOS OFICIAIS DE CONTAS

ENCONTRO NACIONAL DE TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS -Nota Informativa Nº. 7

VII ENCONTRO NACIONAL  Dia 11 de Julho de 2009

 

E M    É V O R A

 

A COMISSÃO DO VII ENCONTRO NACIONAL

João Carmo, Dr. António Nabo (Presidente), José Espanhol, Armando Ribeiro e Manuel Sousa

 

CONTA COM A VOSSA PRESENÇA

 

 

 ARMANDO RIBEIRO

publicado por armandoribeiro às 14:07
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 21 de Abril de 2009

ENCONTRO NACIONAL DOS TECNICOS OFICIAIS DE CONTAS

ENCONTRO NACIONAL DE TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS - Nota Informativa Nº. 6

Caros Colegas

 Para vosso conhecimento informamos que o preço por participante no VII ENCONTRO NACIONAL  é  de 15 Euros .

O preço para participantes até aos 15 anos é de 7,50 Euros.

 Como tem acontecido anteriormente pretendemos que seja um DIA de FESTA , CONVÍVIO e DESCONTRACÇÃO para que possamos fazer uma pausa  (em toda a acepção da palavra) nas nossas  actividades profissionais tão sobrecarregadas durante o ano.

As inscrições para participação no ENCONTRO  serão feitos exclusivamente no site da CTOC.

As inscrições para que possamos agendar com dignidade o Encontro em todas as vertentes terão que ser efectuadas até 30 de JUNHO.

O Programa bem como outras informações e esclarecimentos poderão ser consultados no Site da CTOC , na Revista da CTOC e , no Blog da Comissão constituído para a organização do Encontro.

 

Com um grande abraço e até ao dia 11 de Julho de 2009

 

ARMANDO RIBEIRO

publicado por armandoribeiro às 21:50
link do post | comentar | favorito
|

ENCONTRO NACIONAL DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS

ENCONTRO NACIONAL DE TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS - Nota Informativa Nº. 5

 

Depois de termos visto "Os Meninos da Graça" voltamos à Rua da República que teve diversos nomes, designando-se por Rua do Paço aquando da Implantação da República em 1910, nome que lhe adveio da existência do Palácio Dom Manuel ou Paço Real de São Francisco.

Por sua vez nome de Rua da República por ter sido na então Rua do Paço, mais concretamente no Estabelecimento de Chapelaria de Francisco de Almeida Teles do Vale, que foi recebido o telegrama que dava como certo o triunfo da revolução. 

O nome proposto foi concretizado em sessão Camarária de 10 de Outubro de 1910.

O acontecimento encontra-se assinalado na  lápida existente nos prédios 11, 13, 15 e 17.

"Neste lugar, perante as comissões republicanas, foi consagrada pelo povo de Évora a implantação da República em Portugal, nomeado e aclamado o primeiro Governo Provisório da Nação  - Outubro  - 1910".

Depois surge-nos a .

 .

A Praça de Giraldo como  Sala de Visitas define grande parte do que é a Cidade de Évora e, o nome foi-lhe dado em 1869 em homenagem a Giraldo Giraldes "O Sem Pavor" por ter conquistado Évora aos Mouros em 1166.

 

 As ruas que nos conduzem ao Centro da Cidade encontram-se  cheias de histórias, lendas e tradições que mais valorizam a Praça Maior ou  Praça Grande como também em tempos foi designada e, onde funciona o Posto de Turismo.

A  Praça de Giraldo foi até há poucos anos  o centro de todas as actividades e transacções , muitas efectuadas nas conversas e reuniões de café que  às tercas-feiras , dia do encontro semanal dos lavradores e negociantes de gado, se estendiam aos passeios e tabuleiro da mesma, o que originou denominar-se popularmente como "dia de são porco".

Por isso não admira que existam seis dependências de instituições bancárias na Praça de Giraldo, entre as quais o Banco de Portugal até por que contavam também com o facto da maioria dos estabelecimenros comerciais se situarem em zonas limitrofes.

 

As Arcadas e a Fonte Henriquina são outras das jóias da Cidade de Évora.

Esta Fonte considerada a Rainha das Fontes de Évora é feita de mármore branco de Estremoz no ano de 1571, segundo planos do arquitecto Afonso Álvares em cumprimento de ordens do Cardeal-Regente D. Henrique que nela dispendeu 5.000 cruzados, sendo rematada por uma coroa em bronze imperial dos Áustrias

Como curiosidade informamos que tem oito bicas destinadas a cada uma das nove  Ruas que nos conduzem à Praça de Giraldo, uma vez que a Rua Romão Ramalho (antiga Rua da Cadeia) e a Rua Bernardo Matos para o efeito eram consideradas uma única.

Contudo sou dos que defendem outra hipótese ou seja que a Rua dos Mercadores pelo facto de possuir uma Fonte no seu Largo com o mesmo nome, não era contemplada com este previlégio.

Esta situação verificava-se (como é fácil de entender) quando havia falta de água e a canalizada era um luxo para poucos., o que orignou o aparecimento dos agudeiros ambulantes, representados nesta foto de meados do se. XX. 

 

Na Praça de Giraldo encontra-se a Igreja de Santo Antão

 

De gosto Renascentista, tipo salão, começou a ser construída em 1557, sob o patrocínio do 1º. Arcebispo de Évora, o Cardeal D. Henrique, tendo sido aberta ao público em 1563.

Contudo um forte abalo de terra derrubou a abóboda em 1568, tendo-se iniciado de imediato a sua  reconstrução.

A Igreja está edificada no espaço  onde existiu a Albergaria do Corpo de Deus com capela anexa, ambas dedicadas a Santo Antão, na altura denominado Santo Antoninho.

As suas capelas ou altares laterais são dignas para uma visita e admiração, bem como propícias para uma reflexão em oração.

Por impossibilidade de nos referirmos a todas, dizemos  que a Capela Mor, arquitectònicamente bem proporcionada possui retábulo em talha dourada de estilo barroco Sec. XVII).

No nicho a Imagem  de Santo Antão ( o seu Padroeiro) em Madeira (Sec. XVII).

 

Também merece uma citação especial a Capela, antigamente dedicada a N.Srª. da Purificação e actualmente a São João de Deus,

em cujo altar estão as Imagens de São João de Deus e São João de Brito e, a partir de vinte e seis de Abril a de São Nuno de Santa Maria (D. Nuno Álvares Pereira.

Dentro do pequeno Nicho está a Imagem de São João da Cruz, o Santo que iluminou e

inspirou São João de Deus para a sua vocação. 

A Pintura a fresco do altar  recentemente recuperada representa  a apresentação de Jesus no emplo e a Purificação de Nossa Senhora.

 

Todas as Ruas que nos levam à Praça de Giraldo que também foi designada  por Praça da Água da Prata, apresentam características que  formam um conjunto do agrado de  todo e qualquer visitante.

Rua da República, Rua Cinco de Outubro, Rua João de Deus e

com o seu lindo Chafariz

 

Rua da Moeda, Rua dos Mercadores, Rua do Raimundo, Rua Bernardo Matos e Rua Romão Ramalho.

Por julgarmos de interesse informamos que ao descermos a Rua Bernardo Matos encontramos o Beco do Chantre com o seu Mirante de grelhas de tejolo do Palácio dos Estaos.

 

E por que ficará para sempre ligado à história  da Câmara dos  Técnicos de Contas, pelo facto de nos princípios da CTC  ter funcionado  no nº. 1 do referido Beco como morada para contactos com os Técnicos de Contas do Distrito de Évora, tal como se fosse uma Delegação.

 

 

Por hoje é tudo, pelo que nos despedimos até à proxima nota informativa com um grande abraço.

 

ARMANDO RIBEIRO

publicado por armandoribeiro às 21:25
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 13 de Abril de 2009

ENCONTRO NACIONAL DE TECNICOS DE CONTAS

ENCONTRO NACIONAL TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS - Nota Informativa Nº. 4

 

Continuando com notícias sobre a Cidade de Évora informamos que  saindo do Jardim Público ficamos na Praça 1º. de Maio onde se encontra o Mercado Municipal e  a Igreja de São Francisco, de Arquitectura Gótico-Manuelino foi construída entre 1480 a 1510 pelos Mestres Martim Lourenço e Pero do Trilho.

Ligada ao período de expansão marítima de Portugal como facilmente se confirma nos símbolos patentes na monumental nave de abóbada ogival, complementados com a Cruz de Cristo e os Emblemas dos Reis Fundadores D.João II e D. Manuel I.

De acordo com a tradição foi nesta Igreja que em 1936 foi sepultado Gil Vicente.

Como complemento dizemos que Évora prestou homenagem a este ilustre Eborense colocando uma estátua no Jardim Infantil anexo ao Jardim Público.

 

Prosseguindo a falar da Igreja de São Francisco dizemos que na extensa Nave abrem-se dez capelas laterais, compostas por retábulos de talha dourada, sendo alguns provenientes do Convento da Graça de onde foram salvos da ruína.

O Retábulo da Capela-Mor da segunda metade do Sec. XVIII em mármore contém grandes imagens de São Francisco e São Domingos como era hábito nas Igrejas Franciscanas.

A Igreja é também rica em estatuária religiosa , pintura renascentista e barroca, patentes nas capelas e demais dependências, de que salientamos a Capela da Ordem Terceira pelo facto de conjugar harmoniosamente todo o esplendor da talha barroca do período Joanino com azulejos e telas representativos de Temáticas Franciscanas.

Contudo a grande atracção turística, sendo inclusivamente um dos ex-libris da Cidade de Évora é a Capela dos Ossos

Foi construída nos Sec.XVI e XVII no lugar do primitivo dormitório dos Frades, tendo a sua construção partido da iniciativa de três frades Franciscanos que pretendiam proporcionar uma melhor reflexão acerca da brevidade da Vida Humana.

A Capela construída com ossadas provenientes das sepulturas da Igreja do Convento e de outras Igrejas e cemitérios da Cidade.

Prosseguindo a nossa visita seguimos para o Largo da Graça onde encontramos a Igreja ou Convento de Nossa Senhora da Graça, popularmente conhecidos pela Igreja ou Convento dos Meninos da Graça.

Este Mosteiro foi fundado em 1511 e sofreu o golpe da extinção das Ordens Religiosas em 1834, tendo sido nacionalizado, transformado em Quartel e entrado em Ruínas o que originou a perda de muito do seu espólio, do qual parte foi transferido para a Igreja de São Francisco.

Actualmente serve de Messe de Oficiais da Guarnição de Évora, sendo a Igreja a Capelania da Região Militar Sul.

Considerado o 1º. exemplar da Arquitectura da Renascença construído no Alentejo é o resultado de um projecto atribuído ao traço conjunto de Nicolau Chanterene e Miguel de Arruda , tendo a fachada principal sido construída na época de D. João III ao gosto renascença com influências Italianas.

Sobre as pilastras surgem 4 importantes personagens sentadas designadas por Meninos da Graça que segundo a tradição representam os primeiros  mártires da Inquisição queimados em Évora em 1543.

Também segundo velhos ditos e lendas os mesmos foram baptizados , pelo menos popularmente, como sendo Gaspar Olhais, Guilherme da Graça, Martinho Chinchorro e Sancho Martelo.

Do Largo da Graça podemos observar uma das Ruelas Típicas da Cidade , a Travessa da Caraça.

O nome segundo a lenda resulta do facto de ter morado na Travessa um  homem

que era muito feio, pelo que as pessoas diziam que parecia uma caraça ou máscara.

Por hoje é tudo, pelo que nos despedimos até à próxima com um grande abraço e, entretanto lembramos que nos encontramos a menos de três meses do tão desejado DIA  11 DE JULHO DE 2009.

ARMANDO RIBEIRO

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por armandoribeiro às 18:51
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. PASSEIO-PEREGRINAÇÃO

. FARMÁCIAS DE SERVIÇO

. MOSTRA DE DOÇARIA

. FEIRA DO MONTADO

. MOSTRA GASTRONÓMICA DA CA...

. JACQUI NAYLOR

. CONCERTO DE NATAL

. HORÁRIO DE MISSAS

. FILME APARIÇÃO DE VERGÍLI...

. MOSTRA DE DOÇARIA

.arquivos

. Abril 2017

. Março 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.tags

. todas as tags

.links

.contador

free counters
blogs SAPO

.subscrever feeds