Terça-feira, 11 de Outubro de 2011

PASSEIO-PEREGRINAÇÃO DA PARÓQUIA DE SANTO ANTÃO

A exemplo do que vem sucedendo há mais de dezena e meia de anos a Paróquia de Santo Antão realizou de 28 de Agosto a 3 de Setembro p.pdºs. o seu Passeio-Peregrinação anual denominado "Luxemburgo-Paris".

Por isso e como complemento das informações transmitidas diariamente em directo através da R.T.A. ( Rádio Telefonia do Alentejo), julgamos de interesse divulgar o que foi uma Semana de Convívio por Terras Alemãs, Luxemburguesas e Francesas, sem esquecer que ao fazer escala em Bruxelas também a Bélgica fez parte do Passeio que proporcionou uma boa confraternização entre os vários escalões etários que variavam entre os 14 e os mais de 80 anos.

No primeiro dia o Grupo saiu de Évora, bem cedo, em direcção ao Aeroporto de Lisboa onde com cerca de uma hora de atraso o voo Tap 604 rumou até Bruxelas, tendo o avião aterrado na Capital Belga perto das doze horas locais.

Após as formalidades de desembarque o Grupo almoçou no Restaurante Náutico,

situado perto do Aeroporto, cujos proprietários são Portugueses bem como o pessoal, o que constituiu desde logo uma surpresa agradável, até por que a refeição foi tipicamente Portuguesa acompanhada com vinho de Pegões, para quem  o pretendeu, com o senão do seu preço ser mais elevado, resultante da diferença de níveis de vida entre os dois Países.

Após o almoço rumou-se em direcção ao Luxemburgo

e, dessa forma foi possível admirar e apreciar toda a paisagem constituída por muita vegetação, em que predomina o Pinheiro, com os vários tons de verde a perderem-se na Planície e as diferentes  espécies pecuárias a mostrarem com clareza algumas das riquezas dos dois Países, formando ao mesmo tempo um conjunto de rara beleza.

Na Cidade do Luxemburgo o Guia Local conseguiu, no tempo disponível para o efeito, transmitir numa linguagem simples, o que representa para o Mundo aquele pequeno País que é a Porta da Europa, onde se decide muito do nosso futuro.

 

As visitas da antiga Igreja Jesuíta de N.Srª. e S. Nicolau (o Patrono das Crianças),

Palácio Ducal, Centro Histórico, Praça de Guilherme II, Muralhas  reconstruídas, as Grutas,  os Rios subterrâneos e todo o Conjunto Arquitectónico foram do agrado geral, como aliás são para todo e qualquer visitante seja ou não turista.

 
Por tudo o que se observou não há duvida que o Grão Ducado do Luxemburgo, um dos Membros Fundadores da União Europeia com a sua Capital a ser a primeira Cidade a ser designada por duas vezes (1999 e 2009) como Capital da Cultura.
Sede de várias Instituições e Organismos da U.E. é um lugar aprazível e tranquilo onde dá prazer viver , mas que devido às actuais  exigências em vários aspectos faz com que cada vez se torne mais difícil ser Cidadão Luxemburguês.

Como complemento informamos que mais de 16% dos habitantes são Portugueses entre os cerca de 54% de Estrangeiros, dos quais uma grande parte trabalha no Luxemburgo e reside em Cidades dos Países Limítrofes.

Como curiosidade dizemos que foi na Cidade do Luxemburgo que Eusébio da Silva Ferreira vestiu pela primeira vez a Camisola da Selecção Nacional (08-10-1961), num jogo de triste recordação, uma vez que perdemos por 4-2, resultado que no entanto foi rectificado no segundo jogo com um concludente 6-0.

No segundo dia, o Grupo saíu em direcção à Alemanha através da Região do Sarre, conhecida pelas suas minas de carvão, a fim de visitarmos a Cidade de Saarbrucken, Capital do Sarre um dos 16 Estados Federados da Alemanha, reflexo do referendo de 1955 cuja maioria optou que desde 1 de Janeiro de 1957 voltasse à República Federal Alemã.

 

Na Cidade cujo nome é de origem Celta, uma vez que Sarre significa Rio e Brucken significa Rochedo ou Pedra Grande, que se encontrava no meio do Rio , cujo leito foi posteriormente alterado ou desviado, compreendemos a votação do referendo atrás citado, apesar de continuar a ser a Cidade mais Francesa da Alemanha.

A visita ao Castelo, Mercado Johannes,  Igreja de St.Arnaud,  Escultura de St.Pierre, os restos de Jardim Barroco, pedaço do Muro de Berlin, Miradouro com uma vista impressionante da Cidade no meio das colinas que o envolvem, bem como o Rio muito limpo  e adaptado aos vários interesses, quer sejam de simples transporte, comerciais ou turísticos e, o conjunto das várias fábricas e edifícios que os rodeiam mereceram aprovação geral.

 A Praça onde se encontra o Monumento Invisível assim denominado

 

pelo facto de parte dos cerca de 40.000 cubos que constituem o pavimento se encontrarem  colocados ao contrário, com 2146 nomes gravados por Estudantes em homenagem ou recordação dos que sofreram, sendo  uma das curiosidades que os guias divulgam não só para conhecimento mas também para servir de reflexão.

A Igreja Colegial, circundada pela Praça Real,

 uma Igreja Protestante diferente, das que vulgarmente conhecemos, parece  uma sala grande ou um Teatro com 1.200 lugares, tendo diversas imagens que substituíram as de Santos, das quais 12 definem o poder e a religiosidade, desde as  leis da justiça à misericórdia, dinheiro, paz, comunhão, santa escritura, música eclesial, fé, luz e esperança, sendo única no Mundo, até no aspecto de ser alugada para os mais diversos fins para ajuda da sua conservação.

 Da parte da tarde visitámos Metz  Capital da Lorena, a Cidade Francesa geminada com a Cidade do Luxemburgo e que esteve anexada à Alemanha durante trinta anos no sec. XIX.

Considerada Cidade de Arte e História devido à sua conservação urbana, destacando-se a Catedral,

 

cuja fachada é só por si digna de uma visita atenta e prolongada, Praça de St.Louis, Porta dos Alemães, Igreja de St. Pierre e as muralhas fortificadas entre outros edifícios.

No terceiro dia, saída de Metz em direcção a Reims, com passagem por Verdun, apreciámos  a excelente paisagem composta por Floresta e Planície com vastos terrenos devidamente cultivados numa Agricultura que beneficia das condições climatéricas que a Natureza lhe concede e faz com que a produtividade seja um sucesso em grande quantidade.

 

Verdun que apesar de ter tido antes duas guerras, ficou célebre na terceira ( a primeira guerra mundial) devido à resistência Francesa na denominada "Batalha de Verdun" pelo lugar estratégico que representava e representou.

Estes acontecimentos ainda se encontram bem assinalados nas trincheiras e nos vários cemitérios, especialmente no que fica junto ao Ossário (em forma de bomba) que visitámos,

 

uma vez que faz parte dos circuitos turísticos, mas que quanto a nós devem ser visitados única e simplesmente como reflexão, respeito e homenagem aos que sofreram, na esperança que futuramente não surjam idênticas situações.

De seguida o Grupo rumou a Epine a fim de visitar o maior  Santuário Mariano da Região em cuja Basílica, de estilo Gótico, se encontra a Virgem com o Menino e onde foi celebrada a Eucaristia pelo Reitor de Santo Antão, Cónego Manuel Maria Madureira da Silva.

Sendo um Local de muita devoção e Peregrinação desde a Idade Média.
Após o almoço o Grupo visitou em Epernay as Caves Mercier em comboio turístico que percorreu algumas das várias alas subterrâneas das Caves que Eugène Mercier fundou em 1858.
 
 
 
  
 
 
 
 Depois das tradicionais provas e compras seguimos para Reims admirando toda uma paisagem com vinhas de grande extensão, quer na Planície como nas Encostas da Região do Champagne, proporcionando uma visão extraordinária, tal como se observa na Região do nosso Douro, que é sempre do agrado dos visitantes.
 
De salientar que nesta Zona a ornamentação natural das Ruas que se observa, embora não sendo original, com as flores plantadas em vasos seguros nos candeeiros da iluminação transmitem beleza e frescura dignas de registar.
 
Nesse dia dois dos componentes do Grupo comemoraram os seus aniversários, pelo que como é hábito ao jantar não faltaram: o tradicional Bolo,
as Velas, os Parabéns a Você e por que nos encontrávamos na Capital do Champagne, o verdadeiro champagne Francês fez parte das comemorações.  

Foi um momento inesquecível para os aniversariantes e também para os que se associaram à festa como componentes de uma família, que ano após ano, se pretende mais integrada nas três vertentes que desde sempre tem norteado o Grupo de Santo Antão; Religiosa, Convívio e Amizade.
No quarto dia foi efectuada a visita da Cidade de Reims conhecida como a Cidade das Coroações, pelo facto de todos os Reis, desde o Sec. XI ao Sec. XIX, terem sido coroados na sua Catedral.
Na Catedral o Reitor de Santo Antão celebrou a Eucaristia. 
A visita panorâmica, bem como as visitas à Catedral, Palácio Tau ( local onde se realizavam os festejos das coroações), Basílica de St. Remy e os vestígios romanos que conserva como o Criptopórtico e a Porta de Marte  comprovam que são locais a não perder, bem como o Centro Histórico com as interessantes e concorridas esplanadas que se integram no conjunto de edifícios de rara beleza das Ruas e Praças. 
 
 
De tarde rumámos a Versailles que foi Capital da França entre 1682 e 1789 e residência de Luís XIV "O Rei Sol", bem como aos seus lindos jardins que complementaram um dia em que percorremos e admirámos lindas paisagens.
 
 A visita constituiu mesmo uma grande admiração para os que não conheciam e a confirmação para os que já tinham tido oportunidade de apreciar o Palácio que possui peças e obras tão importantes em todos os aspectos num conjunto que merece uma visita mais prolongada. 
 
Dado que estamos na Época dos Craques do Futebol ou da Bola, como vulgarmente se diz, durante a visita ao Palácio encontrámos quando o Relógio assinalava as dezassete horas e quinze minutos, um jovem fã de Messi, aquele que é considerado o melhor jogador do mundo.
Quem sabe se este fã será no futuro um outro craque na verdadeira acepção da palavra. 
No quinto dia de  manhã o Grupo rumou à RUE DU BAC, onde no final do Sec. XIX, mais concretamente na noite de 18 para 19 de Julho de 1830, Catarina de Labouré nascida em França no ano de 1806, recebeu a primeira visão de Nossa Senhora, onde actualmente se situa o SANTUÁRIO DE SANTA CATARINA DE LABOURÉ, a Santa do Silêncio, integrado no Convento de São Paulo.
Na respectiva Capela o Grupo participou na Eucaristia celebrada pelo Reitor de Santo Antão, Cónego Manuel Maria Madureira da Silva.
 
 

 

que constituiu um dos momentos de maior Religiosidade do Passeio-Peregrinação, pelo ambiente que envolve e o significado que representa, bem patente na Medalha revelada por Nossa Senhora no que é hoje considerado o Santuário da Medalha Milagrosa, Confiada à Irmã Catarina Labouré, por ocasião das manifestações de Maria, em 1830, na Capela das Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo. 

 um Lugar da passagem de Deus numa vida de Oração, Silêncio, Reconciliação e Eucaristia.

Santa Catarina de Labouré nasceu a 2 de Maio de 1806, faleceu a 31 de Dezembro de 1876 e, na terceira Aparição a 27 de Novembro de 1830 a Virgem apresentou-se como Nossa Senhora das Graças.

Foi Beatificada em 1933 pelo Papa Pio XI e Canonizada em 27 de Julho de 1947 pelo Papa Pio XII.

Como complemento dizemos que Arséne Heitz que apresentou a proposta escolhida para o desenho da Bandeira da Comunidade Europeia teve a sua inspiração quando se encontrava a ler a História das Aparições da Virgem da Medalha Milagrosa, daí a colocação de Um Sol de Doze Estrelas sobre um Fundo Azul, como disse anos depois ao ser entrevistado para uma Revista Francesa, repetindo um Símbolo expresso no Livro do Apocalipse e aplicado a Nossa Senhora.

A tarde do quinto dia e a manhã do sexto dia foram livres, pelo que cada um à sua maneira teve oportunidade de visitar os mais variados locais e emblemáticos monumentos da Cidade Luz, baptizada inicialmente não por ter a luz a que normalmente nos referimos, mas devido ao grau de ou da inteligência dos seus mais nobres e ilustres filhos.

Posteriormente e em virtude da Cidade à noite ser bastante escura foram colocadas Candeias nas Ruas e, dessa forma reforçaram a denominação inicial.

Como atrás dissemos muitos foram os locais visitados: desde a Ópera ao Museu de D`Orsay até algumas  importantes lojas de informática e Galerias sem esquecer a Torre Eiffel,

onde os que a subiram, especialmente ao último patamar, tiveram oportunidade de tirar belas fotos a mais de trezentos metros de altura,

Praça da Concórdia, Torre de Santiago, Madeleine,  Jardins de Tulherias, Campos Elísios, Arco do Triunfo e Praça dos Inválidos, Rio Sena e as

suas margens.

O Passeio Turístico Nocturno no Rio Sena foi outro momento muito importante por ter proporcionado que se admirassem lindas imagens dos Monumentos devidamente iluminados, dos quais salientamos a Torre Eiffel, pela grandiosidade e diversidade de cores.

 A visita ao Museu do Louvre, o mais importante de França,

faz sempre parte de qualquer roteiro turístico e no final da visita ficámos mais uma vez sem saber o que mais admirar: se a grandeza, a beleza ou a riqueza de todo o seu espólio constituído pelas mais diversas peças, como o quadro de Mona Lisa pintado por Leonardo Da Vinci.

Para se poder admirar o Museu, na verdadeira acepção da palavra, são necessários cerca de três meses.

Como complemento e por curiosidade dizemos que numa visita ao Museu, efectuada há uns anos por um jovem, dos nossos conhecimentos, com espírito e ironia ao passar pela Sala dedicada a Luís XIV, disse para o Pai:

AGORA COMPREENDO POR QUE SE DIZ - "À GRANDE E À FRANCESA".

Este comentário complementa e confirma o que acima dissemos sobre o que mais admirar no Museu.

De salientar também pela positiva que a partir deste ano e pela  primeira vez existem mapas de informações em Português, uma vez que incompreensivelmente raramente assim sucede no Estrangeiro.

Como em qualquer parte do Mundo e tal como já presenciámos na Praça de Giraldo, desta Mui Nobre e Sempre Leal Cidade de Évora, também os pombos em Paris não respeitam os passeantes  quer sejam ou não turistas.

Assim aquando da passagem por um dos Jardins da Capital Francesa,

um pombo não tomou as devidas precauções e descarregou as suas necessidades fisiológicas sobre uma das componentes do Grupo.

O facto para além de ser muito comentado fez com que os fotógrafos de ocasião não perdessem a oportunidade para incluir a referida ave da família dos columbídeos nas imagens das suas máquinas.

Aquando da visita da Catedral conhecida por "Notre Dame" verificámos que em frente da mesma e derivado ao facto de lhe ser distribuída alimentação, são muitos os pássaros e outras aves que frequentam o local

Por isso tal acontecimento deu origem a mais uma interessante foto para o álbum de recordações.

No último dia após o pequeno almoço rumámos ao Bairro de Montmartre, um dos mais emblemáticos de Paris, onde se encontra a Basílica du Sacré Coeur

situada na parte mais alta da Cidade, proporcionando dessa forma uma das vistas mais deslumbrantes e que são do agrado de todos os visitantes.

Por sua vez na Cripta da Basílica o Reitor de Santo Antão, Cónego Manuel Maria Madureira da Silva celebrou a última Missa do Passeio Peregrinação.

Por ser  o último dia e devido ao LUGAR onde nos encontrávamos aproveitou, o texto escrito na contra capa do Programa, para referir a necessidade de se "fazer" uma leitura histórica dos séculos XIX e XX não só a partir dos documentos oficiais, mas também das manifestações espirituais em que as APARIÇÕES a Crianças tiveram grande repercussão.

Muito mais teríamos para dizer sobre Paris, mas como o óptimo é inimigo do bom, julgamos suficiente o que dissemos cobre os três dias dedicados à Capital Francesa, que naquele fim de semana recebeu altas individualidades Governamentais, pelo que se notava uma segurança reforçada nas mais diferentes zonas Parisienses.

Após o almoço o grupo seguiu para o Aeroporto de Orly, tendo entretanto assistido à passagem duma Prova de Automóveis Citroen 2cv.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A partida de Paris (que tem como Patrona Santa Genoveva) no voo Tap TP 439 efectuou-se com cerca de hora e meia de atraso, derivado da Gestão de Controle e Segurança do Tráfico Aéreo na Zona Europeia, pelo que tivemos que esperar todo esse tempo no aeroporto.

 
Chegámos a Lisboa com semelhante atraso, recuperado em grande parte pelo facto do desembarque das bagagens ter sido muito rápido e sem quaisquer falhas.

A chegada a Évora junto da Igreja de São Francisco devido ao facto de se ter realizado nessa noite na Praça de Giraldo o III Encontro de Folclore, foi o culminar de mais um Passeio-Peregrinação da Paróquia de Santo Antão.

Como dizia António Aleixo a vida acorda-nos a pontapé. Por isso também se dizer que a história é por vezes inútil, mas também se sente que há necessidade da história.

Neste contexto todos os acontecimentos têm a sua história que ao longo dos anos se transformam em realidades, mitos ou lendas, pelo que devem ser recordados quaisquer que sejam, a fim de constituírem a história da próxima estória.

Por isso uma ou outra contrariedade de pormenor, como seja o atraso nos voos, o diferente sabor da gastronomia Francesa ou qualquer peripécia menos agradável, não chegaram para ofuscar um Passeio-Peregrinação que foi fértil em diversidades e curiosidades.

Terminamos da mesma forma como o fizemos diariamente após as transmissões efectuadas em directo através da R.T.A. (Rádio Telefonia do Alentejo

PARA OUVIR

 

 

 PARA LER
 
 
 


 

ARMANDO RIBEIRO
 
 
 
 
 
 
 

 

 

 

 
 
 
 
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
publicado por armandoribeiro às 21:44
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 8 de Outubro de 2011

MONTEMOR-O-NOVO

REALIZA-SE HOJE O  DIA NACIONAL DOS CASTELOS EM MONTEMOR-O-NOVO

 

 

ARMANDO RIBEIRO

publicado por armandoribeiro às 11:54
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 3 de Outubro de 2011

FADOS EM ÉVORA

 

 ARMANDO RIBEIRO

publicado por armandoribeiro às 22:00
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 1 de Outubro de 2011

ARRAIOLOS

Diz-se que Arraiolos apesar de não ter Mar tem Ilhas, o que na realidade corresponde à verdade, uma vez que à saída de Arraiolos para Évora situa-se um pequeno e encantador aglomerado denominado ILHAS, onde se encontra a " ALDEIA MAIS CARICATA DE PORTUGAL"

 

 

 

 

 ARMANDO RIBEIRO

publicado por armandoribeiro às 17:46
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. PASSEIO-PEREGRINAÇÃO

. FARMÁCIAS DE SERVIÇO

. MOSTRA DE DOÇARIA

. FEIRA DO MONTADO

. MOSTRA GASTRONÓMICA DA CA...

. JACQUI NAYLOR

. CONCERTO DE NATAL

. HORÁRIO DE MISSAS

. FILME APARIÇÃO DE VERGÍLI...

. MOSTRA DE DOÇARIA

.arquivos

. Abril 2017

. Março 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.tags

. todas as tags

.links

.contador

free counters
blogs SAPO

.subscrever feeds